Como Manter o bom Estado das Ferramentas Elétricas

Para as ferramentas elétricas se manterem com bom funcionamento, oferecerem segurança e produtividade por um maior período de tempo, algumas atitudes podem fazer a diferença.
E para lhe ajudar nesta tarefa, hoje iremos dar algumas dicas que poderão contribuir para maior vida útil, e durabilidade da sua ferramenta!
Vamos lá!

Armazenagem

E um dos pontos que são muito importantes, e merece atenção. As ferramentas devem ser guardadas em locais secos, e livres de umidade. Pode-se inclusive utilizar a embalagem fornecida pelo fabricante, que muitas vezes são caixas plásticas, e por sua vez oferecem maior segurança, e facilidade de transporte.

Tomadas

Muitas vezes são um dilema, isso porque, em muitos casos os operadores executam cortes nas pontas dos cabos e tomadas, a fim de facilitar a ligação destas nos pontos de energia. Porém esta atitude não está correta. Isso pode comprometer a segurança tanto de quem está operando a máquina, quanto de outras pessoas que estejam próximas.
Quando acontece de a tomada ser incompatível com os bocais que estão à disposição, o ideal é fazer uso de uma extensão que seja compatível para utilização.

Voltagem

Muitas ferramentas elétricas são bivolts. Isso significa que elas podem operar tanto 110V, quanto em 220V. Porém, algumas máquinas operam somente em 110V, sendo necessária uma certa atenção quanto a esta informação antes de liga-la na tomada.

Limpeza

Existem alguns aspectos que devem ser observados quando falamos a respeito da limpeza:
– As máquinas a serem limpas nunca devem estar conectadas a tomada a fim de evitar certos acidentes;
– Os resíduos que acabam pairando sobre a ferramenta durante o uso, ou por estas estarem paradas a um determinado tempo, devem ser eliminados com o auxílio de um pincel de cerdas macias;
– As entradas e saídas de ar devem ser limpas, pois o acúmulo de sujeira nestas pode ocasionar superaquecimento na máquina;
– Fazer uso de uma flanela limpa e seca para realizar a limpeza das ferramentas. A água em contato com alguns materiais metálicos que podem estar presentes no corpo da ferramenta pode ocasionar oxidação;
– Após a limpeza, o ideal é realizar a lubrificação com o óleo de máquina nas peças, isso também evitará a ocorrência de ferrugem com o passar do tempo.

Acessórios

A atenção não deve ser dada somente as ferramentas elétricas, mas também aos acessórios que fazem parte da mesma.
– A chave do mandril deve se manter sempre fixa à furadeira, e em bom estado, evitando deste modo problemas com a fixação das brocas;
– Para evitar forçar a ferramenta, aconselha-se que serras e brocas mantenham-se afiadas;
– Os parafusos de fixação da ferramenta podem se desgastar. Devido a isso, recomenda-se a verificação destes antes da utilização para evitar que durante o uso venham a se soltar.

Substituição de Peças

Devido ao desgaste recorrente da sua utilização, por vezes faz-se necessário a substituição de determinadas peças na ferramenta. Algumas possuem tempo estipulado pelo fabricante para troca, como parafusos de aperto, rolamentos, anéis, dentre outros.
Diante disso, deve- se fazer acompanhamento do manual para atentar-se a estas informações, e sempre que for realizar a manutenção, recorrer a lojas autorizadas para efetuar o serviço.

Revisão

Por mais que não se utilize a ferramenta com tanta frequência, ao menos uma vez no ano recomenda-se a realização da manutenção para verificar a formação de ferrugem, ressecamentos e rachaduras de cabos e carcaças, lubrificação de peças móveis, dentre outros.
Deve-se buscar sempre informações nos manuais com relação aos cuidados exigidos pela mesma, visto que podem existir algumas particularidades. Realizar pequenos cuidados diários fará toda a diferença para o bom estado da sua ferramenta elétrica, garantindo também maior qualidade no trabalho desenvolvido, e a segurança do operador.

Deixe uma resposta