Manutenção de Máquinas e Equipamentos – Entenda aqui!

manutencao de maquinas e equipamentos

 

A Manutenção de máquinas e equipamentos contribui para a execução do trabalho com maior segurança, qualidade, produtividade, e inclusive para reduzir os custos de produção, evitando desperdícios.

Tipos de Manutenção

A manutenção pode se dar de 4 maneiras diferentes, sendo elas: Corretiva, Preventiva, Preditiva e Produtiva Total.

Manutenção Corretiva

A Manutenção Corretiva, é aquela realizada após a quebra ou apresentação de falha na máquina. Ela pode se dar de maneira planejada (quando percebe-se que há algo de errado com o desempenho da máquina), ou não planejada (quando ocorre a quebra do equipamento. Neste caso, ocorre o interrompimento do processo produtivo, podendo comprometer a qualidade do produto/serviço, e a segurança do colaborador).

Manutenção Preventiva

Então, a Manutenção Preventiva por sua vez, é aquela realizada com o objetivo de reduzir ou evitar possíveis falhas ou quebras no equipamento. Com isso pode-se evitar desperdícios, riscos de acidentes de trabalho, quebra do ritmo de trabalho, e até mesmo a perda da máquina, dependendo do problema apresentando. Vale lembrar também que, esta medida contribui para evitar o envelhecimento, e degeneração das máquinas.

Manutenção Preditiva

A Manutenção Preditiva, consiste em analisar quais as reais condições de funcionamento da máquina por meio de dados, que informem o seu desgaste ou processo de degradação nas condições em que a mesma se encontra. Sendo assim, ela visa a execução de ajustes nas máquinas/equipamentos somente quando necessário, de acordo com o informado pelo fabricante. Um acompanhamento realizado de maneira direta e constante, possibilita até mesmo a prevenção de falhas, mas é necessário um monitoramento correto do equipamento para que não haja equívocos.

Como resultado desse monitoramento, observa-se um maior intervalo de tempo entre os reparos por quebras ou falhas, um aumento de rendimento no processo produtivo.

A Manutenção Produtiva Total, consiste na preservação dos equipamentos e dos processos em condições ideais de uso durante toda a vida útil das máquina, e com isso elevar ao máximo a sua produtividade e eficiência nos trabalhos desenvolvidos.

Este método, visa:

– Melhor eficácia dos equipamentos;
– Promover a manutenção autônoma, onde não somente os técnicos conseguem fazer a manutenção das máquinas, mas também os colaboradores da empresa;
– Planejar a manutenção, para que esta seja constante, e aconteça em épocas em que a parada dos equipamentos não prejudiquem o andamento da produção;
– Manter os funcionários treinados para a realização da manutenção;
– Melhor gerenciamento das máquinas e equipamentos para conhecer a sua produtividade, e os seu custos para operar.

 
Conclusão

Afinal, o tipo de manutenção que será utilizada caberá a cada empresa definir. Baseando-se nas suas necessidades produtivas e principalmente no funcionamento geral de suas máquinas e equipamentos.
Acima de tudo, um programa de manutenção realizado da maneira correta pode trazer uma série de benefícios. Eles vêm deste a economia de custos operacionais, até o aumento da segurança dos funcionários, e da empresa em geral, satisfação dos clientes, aumento da vida útil da máquina ou equipamentos, dentre outros.

Siga nosso Instagram: @comercialjrltda.

Deixe uma resposta