Tipos de Lixadeiras: Conheça os Tipos e Funcionalidades

Dentre ferramentas elétricas mais utilizadas no mercado, podemos citar as lixadeiras. Elas são verdadeiras aliadas quando o assunto é desbaste e acabamento de superfícies. No entanto, existem diferente modelos desta ferramenta no mercado, sendo cada qual voltada para objetivos, e superfícies específicas. Continue com a gente, e saiba quem são elas e suas principais especificidades!

Lixadeira de Parede

Geralmente, são destinadas ao desbaste de paredes, preparando-a para receber a pintura. Nesse sentido, com ela é possível eliminar as irregularidades da superfície a ser trabalhada. Costumam contar com um cabo telescópico, que possibilita alcançar locais de difícil acesso. Dessa forma, ela se destaca por oferecer ao usuário maior agilidade, conforto e gerando menos sujeira. É também utilizada para a realização de acabamentos no teto.

Angular

Atua no desgaste de superfícies arredondas por meio de movimentos circulares. Contudo, não são indicadas para acabamentos, e sim para desbastes.
De Cinta
É utilizada em trabalhos mais pesados, e assim como as lixadeiras angulares, são destinadas ao desbaste de superfícies. Por meio dela é possível retirar maiores quantidades de materiais, e isso se deve principalmente ao seu formato de cinta.

Excêntrica

Para quem procura lixamentos mais finos, e livres de estrias, esta é a opção perfeita. Por meio dela é possível polir plástico, metal, madeira ou verniz. Além disso, pode ser utilizada tanto em superfícies arredondas, quanto planas.

Orbital

É utilizada para realizar o acabamento de superfícies, como: aço e metal. Além de serem mais leves, também podem ser encontradas em dois modelos no mercado: retangular ou quadrado.

Lixadeira Roto Orbital

Permite um acabamento perfeito em peças planas, sejam elas de madeira ou de aço. O seu bom desempenho deve-se ao fato desta ferramenta conseguir tanto orbitar, quanto girar.

Lixadeira Roto Orbital Pneumática

Seu funcionamento é a base da compressão de ar, sendo muito semelhante ao modelo apresentado anteriormente. No entanto, além de não ser elétrica, é menos propensa e apresentação de erros.
Por fim, o que achou do artigo de hoje? Você já conhecia todos estes modelos? Conte-nos de qual você mais gosta?

Deixe uma resposta